Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog de J. Cura

Blog pessoal sobre filatelia e outros colecionismos

Blog de J. Cura

Blog pessoal sobre filatelia e outros colecionismos

Maria Keil - Estudos para selos

Estudos para selos de 3 emissões: "Centenários da Fundação e Restauração da Indepêndencia" (1940) , "X Congresso Internacional de Pediatria" (1962) e "Ano Internacional da Mulher" (1975).

centro_artes_sines_exp_maria_keil_2014-08-21 (2).j

centro_artes_sines_exp_maria_keil_2014-08-21 (3).j

centro_artes_sines_exp_maria_keil_2014-08-21 (4).j

centro_artes_sines_exp_maria_keil_2014-08-21 (5).j

centro_artes_sines_exp_maria_keil_2014-08-21 (6).j

centro_artes_sines_exp_maria_keil_2014-08-21 (7).j

centro_artes_sines_exp_maria_keil_2014-08-21 (8).j

centro_artes_sines_exp_maria_keil_2014-08-21 (9).j

centro_artes_sines_exp_maria_keil_2014-08-21 (10).

Estes estudos estiveram patentes na exposição "De Propósito - Maria Keil, obra artística" que passou por Cascais, Viseu, Matosinhos, Castelo Branco e em Sines, onde estas fotos foram obtidas, numa iniciativa do Museu da Presidência da República. Esta exposição esteve presente de 11 de julho a 26 de outubro de 2014 no Centro de Artes, e no Centro Cultural Emmerico Nunes, em Sines.

Pintora, ilustradora e ceramista portuguesa, nascida em Silves. Frequentou Pintura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa. Casou aos 33 anos com o arquitecto Francisco Keil do Amaral, neto de Alfredo Keil. O casal teve um filho também arquitecto. Maria Keil pintou naturezas mortas e retratos ainda muito jovem e em 1937 participou no Pavilhão de Portugal na Exposição Internacional de Paris. Em 1940 participou na Exposição do Mundo Português com uma pintura mural. Recebeu em 1941 o Prémio Revelação Amadeu de Sousa Cardoso pelo "Auto-retrato". No arranque do Metropolitano de Lisboa nas décadas de 1950 e 60  Maria Keil começou a desenvolver intenso trabalho como criadora de painéis de azulejos para a decoração das estações. A ela se deve a recuperação, em espaços públicos, do azulejo que muitos consideravam arte menor. A sua criatividade e simpatia granjearam-lhe ser conhecida como "A menina dos azulejos". Trabalhou para 19 estações e fez renascer a fábrica Viúva Lamego, então em crise. É também ilustradora de livros infantis. Participou em diversas exposições em Portugal e estrangeiro. Artista polivalente também deixou a sua marca em selos de correio. Faleceu em 2012. (adaptado de Leme.pt)

A artista trabalhou em ilustração, azulejo, design gráfico, pintura, desenho, mobiliário, tapeçaria, cenografia e design de figurinos.

Maria Keil foi uma das personalidades homenageadas pelos CTT - Correios de Portugal na série “Vultos da História e da Cultura” de 2014, por ocasião do centenário do seu nascimento. Já o seu marido, Francisco Keil do Amaral, tinha sido homenageado na mesma série em 2010.

selo_pt_2014_vultos_maria_keil.jpg

Além das referidas emissões (a primeira em conjunto com outros autores), o motivo 18 da série "5 Séculos do Azulejo em Portugal (Séc. XX)", de 1985, foi ilustrado com azulejo de sua autoria.

selo_1985_azulejos_maria_keil.jpg

Já em 2020, a emissão "Europa", dedicada ao "Correio Antigo", mostrou em selos dos blocos, telas a óleo da artista, de 1942, propriedade dos CTT - Correios de Portugal, à guarda da Fundação Portuguesa de Comunicações, com transporte ferroviário, aéreo e marítimo.

selo_pt_2020_europa_rotas_correio_antigo_portugal_selo_pt_2020_europa_rotas_correio_antigo_acores_blselo_pt_2020_europa_rotas_correio_antigo_madeira_b

Entre outubro de 2014 e janeiro de 2015, a AFAL - Associação Filatélica Alentejo Algarve, teve patente uma mostra filatélica intitulada: "Maria Keil na Filatelia", em Silves, sua terra natal, incluindo um carimbo comemorativo no dia da inauguração.

cc_20141031_silves_cent_pintora_maria_keil.jpg

Em Canas de Senhorim, onde o seu marido passou a infância, o clube local também homenageou a artista: 

cc.JPG

Os CTT encomendaram a Maria Keil um conjunto de bilhetes-postais de Boas Festas, uma primeira série de 3 postais, em 1945, e uma segunda série, também de três postais, em 1947.

Eis capa do folheto da referida exposição em 2014:

 

folheto_mk.JPG